Acompanhe nossas redes sociais

Notícias

Home / Transição operacional começa no aeroporto Leite Lopes

Transição operacional começa no aeroporto Leite Lopes

A Rede VOA iniciou neste sábado (5), em solenidade com a presença do governador João Doria e do prefeito de Ribeirão Preto, Duarte Nogueira, o plano de transição operacional do Aeroporto Leite Lopes e de mais dez novos aeroportos sob concessão. Prefeitos e deputados da Região e demais autoridades participaram do evento.


A transição será de 50 dias (neste período, a Rede VOA opera junto com o Daesp). Após esse prazo, a concessão passa a ser a gestora integral dos aeroportos.
O governador do estado de São Paulo, João Doria, saudou a concessão privada, assim como a criação de um polo aeroportuário em Ribeirão Preto. “Com sensibilidade, o prefeito de Ribeirão, Duarte Nogueira, criou este projeto que irá beneficiar toda a Região. Será um processo transformador com geração de empregos e internacionalização do aeroporto de Ribeirão, com a rapidez que a iniciativa privada imprime ao projeto.”


Em Ribeirão Preto, estão previstas a ampliação do terminal, que hoje é de 500 passageiros hora/pico para 785 passageiros/hora pico, com expansão de 2 mil metros quadrados em sua área útil, o que permitirá movimentar mais de 2 milhões de passageiros ao ano, com conforto e segurança. A Rede VOA irá recapear, iluminar e fazer a repintura da pista principal, área de taxiamento e pátio, adequação de segurança, PAPI (sistema de aproximação visual) e sinalizações horizontais e verticais. A intenção da empresa é melhorar as condições operacionais, de segurança, para dar continuidade ao processo de internacionalização do aeroporto para voos comerciais e de carga.


Segundo o presidente da Rede VOA, Marcel Moure, o aeroporto Leite Lopes passará por total remodelação, com conectividade e sustentabilidade. “Nossa intenção é tornar o embarque mais rápido, eficiente, com segurança e conforto. A Prefeitura de Ribeirão Preto já está estudando a expansão do BRT até o terminal, melhorando a mobilidade. Em Ribeirão Preto, novos conceitos tecnológicos serão implantados, assim como integração do entorno com novas atividades de negócio e lazer.”